Espinha Bífida

Informações sobre a espinha bífida.

Aconselhamento aos pais

Aconselhamento aos pais

Os pais necessitam , antes de mais nada, serem informados sobre a natureza e extensão da doença, sobre o que a causou, qual o tratamento a seguir e quais as necessidades e capacidades próprias da criança.

As informações dadas aos pais e familiares devem iniciar-se quando a criança ainda está no meio hospitalar e devem continuar até que seja observada uma função adequada e aceitável. A instrução gradual deve ser dada com base no estado da criança e dos próprios familiares.

Apesar dos pais e  restante equipa multidisciplinar concentrar-se no déficit mais evidente, a paralisia dos membros inferiores, o fisioterapeuta tem a responsabilidade de explicar a  importância do desenvolvimento de habilidades motoras finas, amplas e preceptivas acima da cintura.

De uma forma geral, o fisioterapeuta deve ter em conta a postura específica que a criança adquire e explicar e ensinar aos pais e familiares qual a melhor forma de pegar no bébé, de o mobilizar, de o vestir, de o posicionar durante o dia de forma a não agravar ou prejudicar o que se vai conseguindo progressivamente.


Mais informações sobre a espinha bífida: