Espinha Bífida

Informações sobre a espinha bífida.

Diagnóstico da espinha bífida

Diagnóstico da Espinha Bifida

Diagnóstico Diferencial <table border="0" cellspacing="3" cellpadding="3">

Tipos de Espinha Bífida

Tipo Desordem Características Aberta Protrusão cística com ou sem elementos neurais Pode haver déficit neurológico progressivo relacionado com medula presa Mielomeningocele Lesão da linha média contendo líquor, meninges e elementos da medula Tecido nervoso exposto não coberto por pele Meningocele Lesão cística composta por líquor, meninges e pele Lipomielomeningocele Massa de gordura, geralmente coberta por pele, que se estende para a medula Oculta com Envolvimento Neural Alterações da pele na região sacro-coccígea em 80% (tufos pilosos, angiomas ou massas subcutâneas) Possibilidade de déficit neurológico progressivo com o crescimento Diastematomielia A porção caudal da medula é partida Os segmentos são, muitas vezes, separados por um esporão ósseo ou cartilaginoso Medula presa Cone medular e filum terminal espessados e fixos à estrutura óssea Sinus dérmico Fístula epitelial que se estende da pele para tecidos mais profundos Possibilidade de comunicação com o espaço subdural e desenvolvimento de meningite Oculta sem Envolvimento Neural Espinha bífida oculta Fechamento incompleto de arcos vertebrais não acompanhado de outras alterações

</table>